primeira-papinha

Chegou o momento tão esperado, a hora de ofertar o primeiro alimento para meu bebê.

É importante entender se ele tem todos os sinais de prontidão antes de ofertar a primeira refeiçãozinha, eles são:

– Controle da cervical,

– Sentar sem apoio ou com o mínimo possível,

– Demonstrar interesse pelos alimentos vendo os pais comerem,

– Não ter mais aquela protrusão da linguinha,

– Ter 6 meses completos.

Sem esses sinais o seu bebê precisa apenas de leite materno e/ou a formula infantil indicada pelo pediatra ou nutricionista infantil.

Não é necessário ofertar nenhum alimento para complementar as mamadas de um bebê menor de 6 meses, nem suco, nem chá, nem água.

E ai… quando seu bebê estiver pronto e preparado para comer, é importante você entender algumas coisas para tornar esse momento único, e plantar uma boa relação com o alimento de verdade, que vai perdurar por toda a vida.

É isso mesmo, a introdução alimentar é um momento único e especial, onde seu bebê irá aprender e apreciar o ato de comer.

Portanto não é necessário se preocupar com quantidades, e sim com a qualidade dos ingredientes ofertados e do momento da refeição.

Sentir o cheiro, tocar, brincar, entender sobre texturas, cores, aromas e sabores é fundamental para a descoberta desse novo mundo. E com isso entendemos que um bebê não deve receber uma papinha com tudo batido e misturado.

A oferta das refeições deve acontecer gradativamente, sem pressa. Com afeto e respeito seu bebê vai, no tempo dele, entendendo como conduzir o novo alimento na boquinha e que este alimento tem sabor, consistência e traz saciedade.

Os alimentos devem ser ofertados amassadinhos e separados. Ou então em formatos adequados para seu bebê pegar e conduzir o próprio alimento até a boquinha.

A dica principal é tenha paciência, confie, se encha de informação de qualidade e respeite o tempo do seu filho.

Comece devagar, com uma fruta ou legume por dia, mantenha os horários das mamadas, comece também a ofertar pequenos golinhos de água. Deixe sem bebê dizer o quanto quer e quando quer interagir com os alimentos, o leite que é toma será sua principal fonte de nutrição até os 12 meses, por isso, temos 6 meses para o bebê entender esse novo mundo com muita alegria e prazer.

Sim, os momentos de refeições precisam ter alegria e prazer, e isso é algo para toda a vida. Forçar um bebê a comer a quantidade que você julga necessária, é desrespeitar esse momento de aprendizado natural, o que pode gerar antipatia dos alimentos.

Permita! Confie!

O meu curso: Bebê bem nutrido é um treinamento completo para os pais conduzirem de uma forma toda especial esse momento tão especial na vida alimentar dos bebês.

Conheçam no Portal Maternar clicando aqui.

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

avatar
500
  Inscrever-se  
Notificar de